school-1974369_640

A principal prova de acesso ao ensino superior está chegando. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece nos dois próximos domingos: nos dias 4 e 11 de novembro.

Cerca de 5,5 milhões de estudantes em todo o Brasil realizaram a inscrição para o Enem, porta de entrada para as principais faculdades e universidades em todo o país. Nessa reta final, o apoio da família é fundamental para o estudante que se preparam para o Enem. Mas, nesse período os pais precisam entender o que ajuda e o que pode atrapalhar nos estudos.

Algumas atitudes simples podem fazer muita diferença para que os filhos se sintam mais confiantes para enfrentar esse desafio. Trocar a pressão por resultados pelo estímulo, respeitar os horários e escolhas, estar disponível para ajudar e confiar na capacidade deles são alguns pontos que podem ser fundamentais para o sucesso.

Confira algumas dicas:

1 – Sem pressão

Todos pais querem que seus filhos tenham bom resultado no Enem, claro. O problema é que muitas vezes essa preocupação pode tomar a forma de uma pressão exagerada, o que faz com que muitos estudantes se sintam sufocados. Troque a cobrança por estímulo e incentivo.

2 – Respeite as escolhas

Um conflito comum nessa fase da vida é com relação a qual profissão seguir. Muitas vezes, a família quer que os estudante busque uma carreira de prestígio, que siga os passos do pai ou da mãe, ou que garanta ganhos financeiros altos. Porém, é necessário dialogar para saber qual o desejo dos filhos e apoiá-los, para que não se frustrem no futuro.

3 – Respeite o tempo do estudante

Na tentativa de ajudar, alguns familiares determinam horários de estudo e querem ver sempre os filhos com um livro nas mãos. Isso, ao invés de ajudar, atrapalha, já que cada um captura o conhecimento de forma diferente. Então, você até pode dar uma fiscalizada, se propor a ajudar na elaboração de um cronograma, mas é necessário entender qual a melhor forma para cada um se preparar para as provas.

4 – Mostre disposição para ajudar

Além de apoiar e respeitar as decisões dos filhos, os pais devem se mostrar disponíveis para ajudar nos estudos. Tirar dúvidas sobre algum conteúdo que o pai ou a mãe tenham domínio, revisar junto, dar apoio em caso de dúvidas podem fazer diferença. Ou simplesmente servir de ombro amigo nos momentos em que o filho precisa desabafar.

5 – Dê apoio emocional

Os estudantes sentem uma grande pressão durante a preparação para o Enem, seja de outros colegas e amigos, da família, professores ou deles próprios. Afinal, essa fase pode determinar o resto de suas vidas. Estar disponível para aliviar os dilemas emocionais, as dúvidas que muitos têm sobre se conseguirão passar, pode fazer bastante diferença em uma boa preparação. Ouça seus desabafos, incentive-os, mostre que acredita no potencial dos filhos e passe confiança.

6 – Ajude na alimentação

Esse já é um papel que muitos pais fazem e, na época de estudos, pode fazer ainda mais diferença. Sem pressionar, tente organizar uma rotina de alimentação saudável para que os filhos não deixem as refeições de lado por estarem estudando demais. Comer corretamente ajuda a dar forças para que eles consigam se concentrar nos conteúdos.

7 – Nem tudo é estudo

Passar horas a fio com a cara enfiada nos livros, sem descanso, pode atrapalhar muito mais do que ajudar na preparação para as provas. Chega um momento em que o conteúdo simplesmente não é mais absorvido, devido ao cansaço. Proporcione momentos de lazer aos filhos como uma saída ao cinema, uma pausa para o videogame e encontros com os amigos. Isso ajuda-os a descontrair e reduz a pressão.

Fonte: EducarMais